17.1.14

... do tempo

Um poema sem tempo tem menos palavras do que um poema com tempo.

Num poema sem tempo o coração bate mais depressa do que num poema com tempo.

Este poema sem tempo repete mais palavras do que um poema com tempo.

O poema que eu queria escrever era um poema com tempo, mas só sobra tempo para um poema sem tempo.

Um poema sem tempo esconde-se sempre na sombra de um poema com tempo.

Onde um poema sem tempo sufoca, um poema com tempo pode respirar.

O poema com tempo reproduz-se, o poema sem tempo morre(-se)

Árvore é um poema com tempo, flor é um poema sem tempo.

(cada um no seu tempo, ambos sempre a tempo de voar)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.